Está aqui

3º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia | Fundação “O Século"

Arrancou esta quinta-feira, 16 de março, o ciclo de debates do 3º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia, na Fundação "O Século", em S. Pedro do Estoril, Cascais. A sessão de abertura contou com a presença do antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que preside à comissão de honra deste encontro e do presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras. Este evento literário lusófono conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais.

A decorrer desde segunda-feira, 13 de março, com visitas de autores a escolas, a iniciativa da Fundação “O Século” abriu esta quinta-feira um ciclo de debates com escritores, ilustradores, contadores de histórias, entre outros especialistas, com vista a promover a literatura infanto-juvenil no espaço lusófono.

É de realçar a atividade da Colónia e da Fundação “O Século”, uma instituição que muito prestigia Cascais, em dar corpo e este encontro de uma forma muito positiva, juntando aquilo que é a Lusofonia, um enorme Património”, realça o presidente da Câmara de Cascais. Carlos Carreiras acrescenta que “é uma Lusofonia que se reforça através de manifestações culturais e potencia o que temos de melhor, ou seja a partilha da mesma Língua, o que leva a que construamos pontes e não muros. Em Cascais temos essa capacidade de construir pontes, que nos aproximam das pessoas. E, por isso, a Fundação ”O Século” está de parabéns”.

O presidente da Fundação “O Século”, Emanuel Nunes, refere que “estamos cá para servir a sociedade e a Câmara de Cascais não perde uma oportunidade para ajudar nesse contexto”.

A partir da Fundação “O Século”, o antigo presidente da República Jorge Sampaio lança o desafiou à CPLP, para que organize “um concurso de histórias destinadas ao publico infanto-juvenil da Lusofonia, que integre a dimensão transversal dos objetivos de desenvolvimento sustentável, apoiando depois a sua divulgação”. Jorge Sampaio reforça que “esta poderia ser, por exemplo, uma forma interessante de fazer passar uma cultura de desenvolvimento sustentável, tão necessária para o desenvolvimento da humanidade, às gerações mais novas, aquelas de quem, afinal de contas, o nosso futuro depende”.

Neste encontro participam escritores portugueses, brasileiros, angolanos, moçambicanos e caboverdianos. Eliane Yunes e Clovis Levi chegam do Brasil e são professores e escritores de literatura para os mais pequenos. “Este encontro é também uma partilha e uma troca de experiências entre escritores, crianças e jovens”, enaltece Eliane Yunes, que participa, pela primeira vez, no evento. Clovis Levi viveu 11 anos em Portugal e já não é um estreante. Esteve presente na edição de 2016 e não esquece que “Cascais é maravilhoso. Sou carioca e Cascais é muito o Rio de Janeiro”, diz antes de participar no primeiro debate intitulado “As Bibliotecas Escolares e o Futuro da Promoção da Leitura”.

 A par dos debates decorre ainda, na Fundação “O Século”, uma feira do livro dedicada à infância e juventude.

 Saiba mais sobre o 3º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia.

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais